Mais um curto comentário sobre a Marcha do Fracasso (Ou: Não, você não tem cultura)

https://www.youtube.com/watch?v=a5R_Vk-BDxk

Após ver este vídeo, passei a compartilhar do sentimento de meu amigo Roger, do blog EnDireitando, e tornei-me ainda mais contrário a toda a patacoada chamada “Marcha da Família com Deus pela Liberdade contra o Comunismo: o Retorno” (e, friso pela sexta vez, este “o Retorno” torna tudo ainda pior), que, para uma de suas principais divulgadoras, foi um sucesso por ter alcançado a impressionante marca de 5 mil marchantes dentro de uma cidade de mais de 11 milhões de habitantes.

Quanto à situação em si,  aproveito-me das palavras de Roger para resumir qual o serviço feito pelo nosso amigo “culto”:

o que me incomoda na cena é o fato de que este rapaz, auto-declarado “de direita”, conseguiu fazer aquilo que milhares de esquerdistas tentam há anos e jamais conseguiram com tanto êxito. Este rapaz foi capaz de desmoralizar a direita conservadora em questão de dois minutos, e conseguiu queimar o filme do Olavo mais do que o próprio Olavo jamais foi capaz de conseguir.

O que me incomodou, porém, foi a forma como, ostentando um dos livros mais recentes e quiçá um dos menos bons – para quem leu Como vencer um debate sem ter razão, por exemplo, ou para quem leu até mesmo artigos do Olavo que estiveram de fora do livro, como o épico Quem come quem, O Mínimo não parece tudo isso em termos da obra olaviana – do filósofo campinense Olavo de Carvalho, o rapaz do vídeo afirmou ser inteligente, enquanto o outro seria o burro, além de ter se autodeclarado um portador da cultura.

Não irei abordar, aqui, a questão da inteligência – pois não é de leituras, exclusivamente, que ela depende, como vemos no exemplo de Nelson Rodrigues, que não era um intelectual, mas continua sendo um gênio do teatro e o maior teatrólogo do Brasil -, mas faço questão de abordar a cultura. Sendo muito benevolente, tomarei, como premissa, que, ao dizer que tem “cultura”, o rapaz teria se referido à alta cultura, aquela à qual devem aspirar todos os que desejam uma vida intelectual minimamente frutífera.

Ocorre, porém, que, além de ser uma obra de menor expressão (ainda) dentro da própria obra de Olavo, O Mínimo, por melhor que seja, continua sendo uma obra muito recente e, portanto, impossível de já estar inserida dentro do cânone literário ou filosófico, o que significa, em termos práticos, que ainda não é e talvez nunca seja considerada uma das obras da alta cultura. Fica, então, a pergunta: Teria esse marchante lido, entre outros (e ao menos metade dos listados), Homero, Virgílio, Eurípedes, Ésquilo, Sófocles, Sócrates, Platão, Aristóteles, Plauto, Cícero, Júlio César, Sêneca, Marco Aurélio, Epicuro, Santo Agostinho, São Tomás de Aquino, Descartes, Dante Alighieri, Camões, Gil Vicente, Spinoza, Kant, Rousseau, Voltaire, Diderot, Montesquieu, Locke, Hume, Hobbes, Marx (sim, ele é um clássico, apesar de um mal clássico), Schopenhauer, Nietzsche, Fernando Pessoa, Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós, Shakespeare, Milton, Tolkien, Orwell, Oscar Wilde, Flaubert, Victor Hugo, Apollinaire, Mallarmé, Baudelaire, Dostoiévski, Tolstói, Gogol, Ralph Waldo Emerson, Henry James e, no Brasil apenas, Mário Ferreira dos Santos, Miguel Reale, Vilém Flusser, Gustavo Corção, Otto Maria Carpeaux, Joaquim Nabuco, Machado de Assis, Cruz e Sousa, Manuel Antônio de Almeida, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade, Gregório de Mattos, Guimarães Rosa, Graciliano Ramos?

A resposta: Se não leu, não, não tem “cultura”. Se leu e, ainda assim, fez o que fez, onde enfiou tanta cultura nesse momento?

Ah, mas é mesmo, eu sou só um “anti-patriota” que critica os santos que fizeram, por Deus, pela Família, pela Liberdade e contra o Comunismo, tão bem sucedida Marcha.

Sobre o Autor: Octavius é professor, graduando em Letras e polemista medíocre. Concorda com Olavo de Carvalho quando este diz que ser brasileiro não é nacionalidade, mas desvio de caráter. Nem por isso fica esfregando esse status do Facebook na cara (literalmente) dos patriotas.

Anúncios

12 comentários

  1. “O problema é que este cidadão não é um caso isolado. Está, aliás, longe disso! Ele é a caricatura que a própria esquerda fez da direita. Ele acreditou, assim como muitos, no espantalho que a esquerda fez de nós, vestiu esse espantalho como se fosse ele próprio e saiu às ruas, gritando feito um louco. E boa parte dos integrantes da Marcha também pensa e age de forma muito semelhante.”

    Esse trecho do texto do Roger resume muito bem a mentalidade dos nossos “queridos” militantes;

  2. Mestre Octavius, queria que você falasse sobre seu posicionamento em relação a cotas em universidade, mercado de trabalho?

    (Se já escreveste sobre, onde encontro?)

    Grato.

    1. Marco,

      Digamos apenas que a minha opinião sobre Cotas é bem avessa à da direita, apesar de por motivos não-esquerdistas. Ainda escreverei porque quero ler o livro do Sowell antes de palpitar.

      Abraços.

  3. A parte mais legal do seu texto Octávio, foi a sua lista de autores, revela muito do seu foco de estudos (filosofia/sociologia, literatura/poesia).

    1. Antonio,

      Realmente estudo Literatura, mas não Poesia (estudo Narrativa Francesa, Denis Diderot). Ainda assim, os autores que escolhi não foram baseados pura e simplesmente no que estudo, mas no próprio cânone literário brasileiro e internacional. E você deve ter percebido que deixei fora um monte de gente, isso para pegar leve com o sujeito.

      1. Sim! Não to criticando a escolha, porem fica bem claro o que vc gosta, minha lista por exemplo teria um bom numero de historiadores da arte e da arquitetura por por exemplo, alem de uns diretores de cinema.

      2. Antonio,

        Eu também colocaria se fosse um apreciador de arte ou de cinema. Afinal, será que um ser desses tem capacidade para apreciar um Van Gogh ou um Kubrick, por exemplo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s