Notas Mensais – Agosto de 2014 – Setembro de 2014

Está surpreso com Dilma ter dito algo como “o Estado é laico, mas feliz é a nação guiada pelo Senhor” mesmo sabendo de sua luta incessante a favor de causas não-cristãs e até anticristãs? Leia com paciência “1984” e parará com essa afetação.


 O bom de ter-me desolavizado é que não preciso mais tolerar idiotas conservadores que sequer sabem interpretar textos escritos ou imagens publicadas por outros conservadores. E, sim, cara, se você quer salvar a civilização ocidental ou a religião cristã e não tem sequer a capacidade de interpretar textos simples, você é burro (ou burra, como era o caso de hoje cedo) pra caralho.


Queridos anarcaps, posso contar uma novidade para vocês? Pois é, caras, nenhuma sociedade sobrevive sem o mínimo de coerção que seja contra pessoas pacíficas. Ou vocês acham que “moral” é uma invenção do Estado para vender socialistices para o povo?


(Parafraseando, ao mesmo tempo, Luciano Takaki e o Barão de Itararé) 2014, quase 2030 (referência a um texto meio bosta do Constantino, mas tá valendo), e os antipetistas ainda estão preocupados com “quanto cresceu o patrimônio da corja ptista” ao invés de se preocuparem com um projeto de poder que vai lhes tirar não só a liberdade como também a possibilidade de averiguarem o que quer que seja. Pois é, de onde menos eu espero, daí é que não vem nada mesmo.


No século XVI, Tomas Mórus escreveu “Utopia”. Se fosse no século XXI, teria escrito “Utopia, mas pode chamar de Anarcocapitalismo”.


“Esquerdismo cultural” é a forma de conservadores dizerem que só eles são de direita.


Eu até posso concordar com alguns amigos câncervadores quando estes relacionam o falar e/ou o escrever fora da norma padrão (ou da norma culta, sei lá, porque eles não fazem essa diferenciação necessária) com a incapacidade de pensar. Só falta eles PROVAREM que essa porra de relação existe, e não utilizar a falácia da petição de princípio, meu saco.

Octavius é professor, graduando em Letras, antiolavette e polemista medíocre.  Está só esperando até alguém criar o Anarcopetismo para descer a lenha nesta doutrina. Bloga, também, em Sociedade Alternativa de Letras.

Anúncios

6 comentários

  1. Tu era marxista, ai virou olavete e agora não é mais olavete. O que tu virou, afinal? Que fim levou Octavinho? 😛

    Abraços do Pipi. Duelos Retóricos também manda saudações para este que nunca leu Nietzche, mas tem uma foto dele no perfil do Facebook. ;p

    1. Lucas Pierre,

      Primeiro, você deveria, melhor do que ninguém, saber o que significa “mudar de opinião”.

      Segundo, nunca fui olavette.

      Terceiro, não levei fim nenhum. Você, pelo visto, é que acabou perdendo totalmente a decência e o pudor intelectual ao falar, meses atrás no grupo, que só perdera seus debates por ter “preguiça de escrever grandes argumentações”, quando, na verdade, a única preguiça que você ainda tem e sempre teve é a preguiça de raciocinar, o que demandaria que você acionasse mais do que dois neurônios de seu já limitadíssimo cérebro.

      Peço, portanto, que cresça antes de vir encher o meu saco, moleque.

      1. Octavius, apenas fui sincero. Tinha preguiça de escrever textos longos! E pronto. ;P

        Mas os tempos mudaram e, posso lhe garantir, o meu raciocínio anda tão bom e tão pra cima quanto nos velhos tempos! É uma pena que não acreditas e levas tudo à sério, ao ponto de levar para o lado pessoal. 😉

        Não sou moleque e sou mais velho que tu. Mas não me rebaixarei ao ponto de chamá-lo de moleque. Só espero que sejas um pouco mais gentil (e astuto) com o próximo, sem levar ao lado pessoal certos clichês.

        Abraço.

      2. Claro que foi sincero… sinceramente embusteiro, como sempre foi. Ora, Lucas Pierre, vá pastar e pare de encher o meu saco. Se o seu raciocínio anda tão bom e tão pra cima quanto nos velhos tempos, você ainda precisa melhorar e muito para ser capaz de formular um raciocínio para começo de conversa.

        Novamente, repito: cresça e pare de encher o meu saco, moleque.

  2. Ora, porra… Quando tu é sincero e admite que não debatia pq não gostava de escrever textos longos, tu é embusteiro. Se diz o oposto, também o é.

    Cara, moleque é tu que brigou nos Duelos Retóricos por causa de “curtidas” em comentários opostos ao teu. E mais moleque ainda é tu que nunca comeu uma mulher na vida e foi falar da própria masculinidade.

    Na boa, eu não tenho nada contra ti. Mas tu é um moleque MESMO, definitivamente. Bem que o Alonso, Chico, Caril e outros caras da DR tem razão quando te detonam.
    Abraço.

    1. “Ora, porra… Quando tu é sincero e admite que não debatia pq não gostava de escrever textos longos, tu é embusteiro. Se diz o oposto, também o é.”

      Se isto foi sincero, digo sinceramente que pare de tomar meu tempo, pois tenho qualquer coisa melhor para fazer do que responder as bobagens que Vossa Burrescência posta por aqui. O único duelo retórico de que você deveria ter participado era o duelo com seus dedos quando pensava em digitar merda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s