Boas (ou más) novas: Apoliticamente Incorreto também no Youtube

Bom dia, boa tarde, boa noite.

Por uma série de motivos, que variam desde conveniência até certa curiosidade, achei por bem expandir o número de plataformas para que o leitor possa aproveitar (ou não) o conteúdo de Apoliticamente Incorreto sem ter de ficar lendo páginas e mais páginas de texto.

Agora, sob o nome de “Eu Apolítico“, o blog também estará no Youtube de uma forma bem simples: o que eu não achar que possa articular em um texto será articulado por mim por meio da fala e postado como uma espécie de podcast que pode ser ouvido pelo espectador onde melhor lhe aprouver.

Os assuntos? Os mesmos de sempre: política, futebol, filosofia, literatura ou o que quer que venha à minha cabeça no momento.

Os idiomas do canal? Português (língua nativa) e inglês (língua na qual dizem que sou fluente. Espero que estejam certos).

A frequência de postagem? Quando me der na telha.

O tom? O mesmo de sempre, ou seja, quem conhece o blog conhece o canal.

Até a próxima e nos encontramos por aí, seja no WordPress, seja no Youtube.

Octavius é professor, graduando em Letras, antiolavette, polemista medíocre e, agora, vlogger. Sabe que o canal terá no máximo três vídeos, mas não vê problema nisso.

Anúncios

2 comentários

  1. Uma questão off topic:

    Sabendo que você também entende de questões de teoria do discurso, eu gostaria de saber quais as críticas para a teoria do discurso ou análise crítica do discurso você conhece.

    Para exemplificar, colocarei o meu problema: eu sou sempre mais voltado para filosofia analítica, no sentido mais brando do termo, que é basicamente tentar ‘fechar o bico’ sobre coisas que não se pode dizer com razoável certeza.
    Por isso considero que aquilo que é apresentado no link a seguir carece de força . https://www.ufmg.br/online/arquivos/045367.shtml
    Que a análise do discurso trabalhe de forma descritiva, mostrando que há um discurso tendencioso, tudo bem. Mas que daí seja possível afirmar que as pessoas só foram às ruas ou que as coisas só mudaram porque por conta desse discurso em determinados meios, considero exagero. Estou errado?
    No meu entendimento, essa categoria (análise do discurso) tem um limite de ‘aplicação’.
    Teria uma luz sobre esse problema?
    Grato!

    1. Luís,

      Não me foquei ainda em procurar críticas para a Análise do Discurso, mas provavelmente você achará isso com facilidade não no meio acadêmico, mas fora dele. No meio acadêmico, o pouco que vi de crítica foi o pessoal dizendo que a metodologia da AD é um tanto complicada, além de certas premissas serem questionáveis.

      Fora da academia, o que já vi o pessoal falando é que o que pode ser afirmado sem evidências pode ser negado sem evidências, que é justamente o que você alega.

      Enfim, se eu vier a ler algum bom material, comentarei por aqui.

      Agradeço pela audiência e um abraço,
      Octavius

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s